Pages

terça-feira, 19 de abril de 2011

Aquelas sentimentalidades




Tentava escrever algo para você mais um mês, e dessa vez não foi como as outras
Eu tinha lápis e papel, nossas fotos estavam sobre a mesa
A velha xícara estava lá também com o chá amargo que me acalma os nervos

Rabisquei, escrevi e enlouqueci
Mas nem o eu te amo de sempre consegui por lá
Tantas coisas passam na minha mente, será que nada servirá?

Tédio e preocupação
Oh não, o que pode estar acontecendo comigo?
Bebi o chá e quando levei de volta a mesa esbarrei e melei nossas fotos

Eu cheguei a vê-las manchando e desgastando, mas nem quis salva-las
Percebi que era isso que estava acontecendo comigo
Estava perdendo nossa imagem de nossa mente

E como falar eu te amo a quem esta perdendo de vista?
Talvez o que eu precise é te ver
Abraçar-te e te dar um beijo de despedida, daqueles que só se dá uma vez na vida

Tudo bem se não deu certo
Eu até achei que chegamos bem perto
Agora eu enxergo que você amou por nós dois

Mas irei lembrar-me de você
Pois nosso amor valeu a pena!

(Por: Miguel Arcanjo)

4 comentários:

Aneurysm disse...

É tu qe escreve man ?
Mt bom seu blog !
to seguindo.

Nova Década disse...

Sim, sou eu!
Que bom que gostou!

dinho-music disse...

Adoooooooorei o texto, vc escreve muito bem.


E desculpa não ter comentando antes, minha net caiu.

brenna_abacaxizins2 disse...

Nossa, Amoooo esses textOs, fico muito Bom mesmO... Show de Bola... =D